22 de agosto de 2012

ESPÍRITO DAS TREVAS


- Que tipo de sacrifício?
Seu dedo foi colocado sobre o ponteiro, que foi guiado até formar a frase ” Abram as mãos”
Todos abriram as mãos, e olharam suas mãos, curiosos, ouviram um barulho atrás de deles, e se viraram, de repente um grito altíssimo e horripilante a frente deles. Era de Ana, sua mão tinha sido furada pelo ponteiro, que foi lançado contra parede. Eles saíram correndo dali e foram para suas casas. Depois disso, anos se passaram, todos se casaram e tiveram filhos. Inclusive, Ana, que no local foi atingida pelo ponteiro, tinha ficado uma persistente marca, e doía constantemente, nenhum dos médicos identificavam o que era a tal dor.
Um dia Ana chegou em casa cansada e foi deitar-se, no meio da noite, ela acordou assustada, e olhou a cima da cabeceira da cama e viu um ponteiro manchado de vermelho, que se moveu e escreveu contra a parede ” Agora, eu te levarei!” De repente, Ana saiu de si, levantou-se foi até a cozinha e pegou a maior faca que tinha e foi ao quarto da filha, Lilia, de 7 anos. A filha dormia, e Ana se aproximou, e bateu desenfreadamente na filha e a jogou contra a porta do quarto, Lilia, muito machucada, olhava sua mãe se aproximar de com olhar assassino, e como num sussurro conseguiu pronunciar:
- Mamãe, eu te amo!
Logo apos foi apunhalada, sem nenhuma pena por Ana, que a esquartejou e bebeu seu sangue. Foi até seu quarto e apunhalou seu marido, enquanto o mesmo, dormia. Ela deitou em sua cama e dormiu com o corpo do Marido ao lado. Horas depois, ainda de madrugada, ela levantou e olhou o corpo ensanguentado ao lado de seu marido. Depois correu ao quarto da filha, que estava ensanguentada, ela desesperada, agora em si, correu ao banheiro, tentando convencer-se que era um pesadelo, de repente viu no espelho do banheiro, uma criatura branca e cheia de machucados com os olhos cobertos pelo cabelo liso e escorrido, a criatura entrou dentro de seu corpo, pegou a faca e se apunhalou.




Nenhum comentário:

Postar um comentário