10 de maio de 2015

A estranha visita...


Minha tia Dora tem o dom da mediunidade, vê espíritos com frequência, o que a incomoda muito. Católica, ingressou no convento ainda jovem. Certo dia, como estava com pneumonia, teve que ficar recolhida ao dormitório, em absoluto repouso. 

Todas as noites, às nove horas em ponto, a madre superiora vinha até seu leito para ver como ela estava, saber se ainda tinha febre e se havia tomado o remédio.

Numa dessas noites, minha tia escutou ruído de passos perto da sua cama, pensou que fosse a madre superiora, mas decidiu fingir que dormia. Percebeu que o cortinado que rodeava seu leito fora aberto, como sempre fazia a dedicada freira, e depois fechado. 

Curiosa, minha tia afastou a cortina e viu a figura de branco que saia do dormitório. Ainda não tinha dormido, quando a madre superiora veio, mais uma vez, visitá-la. Minha tia estranhou essa segunda visita e perguntou porque ela voltara, já que acabara de visitá-la. A boa senhora então disse que aquela era a primeira vez que a estava visitando naquela noite. Minha tia relatou o que acontecera com detalhes, deixando a outra perplexa. Depois de ter tranquilizado minha tia, resolveu contar-lhe a verdade. Naquela mesma cama falecera uma freira, há muitos anos. Desde então, tem repetido a visita que fez à minha tia, com outras noviças que ocuparam a cama. Em seguida, mudou a minha tia para outro dormitório, pedindo-lhe que não falasse para as demais noviças o que acontecera, para evitar que ficassem amedrontadas.

images.jpg

Nenhum comentário:

Postar um comentário